BioTerra

quarta-feira, 10 de junho de 2009

Glândulas e hormonas

Em resposta a um estímulo, as glândulas de secreção interna ou as glândulas endócrinas libertam no meio interno (sangue nos vertebrados) as substâncias químicas que sintetizam: as hormonas. Nos vertebrados, as hormonas actuam em concentrações mínimas e apesar das suas acções serem lentas, são duradouras.

As funções das hormonas dos vertebrados são muito variadas. Destacam-se em particular a acção que exercem sobre o metabolismo celular, a activação ou inibição que realizam sobre determinadas enzimas, assim como as que estão relacionadas como, o crescimento do corpo, o desenvolvimento do dos caracteres sexuais, a reprodução e o comportamento, entre outras.

As glândulas endócrinas encontram-se situadas em diferentes partes do corpo dos vertebrados. Muitas têm uma emissão estritamente endócrina, mas outras como o pâncreas, os ovários e os testículos, desempenham outras funções para além, de produzirem hormonas. O hipotálamo e a hipófise, estruturas situadas no encéfalo, encarregam-se também de produzis hormonas, pelo que se chamam glândulas neuroendócrinas. A hipófise supõe a ligação entre os sistemas nervoso e o endócrino nos vertebrados.

Reflexão:
Podemos dizer que, as células produtoras de hormonas dispersas pelo organismo dão resposta a estímulos que se propagam através do sistema nervoso. Deste modo, a maioria das glândulas actua sob o controlo do sistema nervoso, quer seja directamente ou pela mediação de outras glândulas, como a hipófise. Assim, as hormonas funcionam como mensageiros químicos que estão envolvidas em processos, como os de crescimento, desenvolvimento dos caracteres sexuais entre outros.

Fontes:
García, Arturo Majadas; Enciclopédia do estudante; Volume 9 – Ciências da vida; Santillana Constância; 2008


0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]



<< Página inicial