BioTerra

quarta-feira, 27 de Maio de 2009

Evolução dos pulmões

Durante a evolução, alguns peixes que viviam em zonas pouco profundas e em águas pouco profundas e em águas pobres em oxigénio desenvolveram expansões laterais das paredes da faringe. Isto permite-lhes captar e armazenar ar do exterior, passando posteriormente ao sangue. Após o aumento da vascularização das suas paredes, desenvolveram pulmões.

No princípio, a respiração branquial terá coexistido com a pulmonar, como ocorre nos actuais peixes pulmonados (dipnóicos), e depois apareceram formas exclusivamente pulmonadas como os actuais anfíbios.


Reflexão:
Este breve artigo sobre o desenvolvimento dos pulmões é mais uma prova, que os animais que existem hoje em dia são o resultado do aperfeiçoamento das capacidades de seres primitivos. E se o homem hoje em dia apresenta sistemas complexos, assim como outros seres vivos, isto deve-se ao sucesso evolutivo que tiveram essas formas de vida.


Fontes:
García, Arturo Majadas; Enciclopédia do estudante; Volume 9 – Ciências da vida; 2008


0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]



<< Página inicial