BioTerra

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Ser vivo da semana...Lémure de Madasgáscar


Classificação científica:

Reino: Animalia

Classe: Mammalia

Ordem: Primates



Os lémures são primatas primitivos e insólitos. Apresentam um focinho algo fantasmagórico e à noite lançam gritos arrepiantes. Aliás, a sua designação provém de um termo em latim que designa «fantasma».
Outrora, os lémures viveram na África Ocidental, Europa e América do Norte, mas acabaram por ser extintos porque não conseguiram competir com as espécies mais avançadas de macaco.
Ao longo dos últimos 50 milhões de anos, acabaram por só sobreviver na ilha de Madagáscar, em África. Existem hoje mais de 20 espécies de lémures. Medem desde 30 cm de comprimento – caso do lémure-rato, incluindo a sua longa cauda – 90 cm, caso do indri-indri, com uma cauda surpreendentemente pequena! Muitos vivem na selva húmida no Leste de Madagáscar, onde se alimentam de frutos, folhas, insectos e pequenos animais. São maioritariamente noctívagos e encontram-se ameaçados de extinção pela destruição do seu habitat florestal.


Reflexão:

Quem não conhece o famoso lémure do filme «Madagáscar»? Todos nós reconhecemos este animal, através deste filme de animação, mas poucos sabem que estes primatas não se encontraram, apenas confinados a esta ilha no Índico e que o seu nome teve origem em «fantasma». Por isso, o lémure de Madagáscar é o ser vivo desta semana.
Estes bichinhos são realmente engraçados, alguns deles, têm o hábito de, na manhã seguinte, após uma noite fria na selva, espreguiçarem-se e apanharem banhos de sol. Assim, quando um dos lados está aquecido, voltam-se para apanhar sol no outro lado do corpo. Esta é uma das suas características, mas têm outras que nos cabe a nós descobrir e compreender!!!



Fontes:

GALLAVOTTI Barbara; Enciclopédia Universal; Volume 14 - A Terra; Asa Editores; 2001

Etiquetas:

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]



<< Página inicial