BioTerra

quarta-feira, 29 de abril de 2009

O coração humano

No homem, a circulação é feita através de um sistema fechado de vasos sanguíneos, cujo centro funcional é o coração. Este órgão vital do corpo humano, muscular, bombeia o sangue permitindo a sua circulação pelo resto do corpo, através de veias e de artérias, apresentando uma forma cónica ou de pirâmide triangular, castanho-avermelhado com quatro cavidades.


Divisão do coração

O coração é dividido por um septo vertical em duas metades. Cada metade é formada por duas câmaras: uma aurícula e um ventrículo . Entre cada câmara há uma válvula, a tricúspide do lado direito, e a bicúspide do lado esquerdo. Estas válvulas abrem-se em direcção dos ventrículos, durante a contracção das aurículas. Na aurícula direita chegam as veias cava superior e inferior, e na aurícula esquerda, as quatro veias pulmonares. Do ventrículo direito sai a artéria pulmonar e do ventrículo esquerdo sai a artéria aorta.



Estrutura e funções

A actividade do coração consiste na alternância da contracção (sístole) e do relaxamento (diástole) das paredes musculares das aurículas e ventrículos. Durante o período de relaxamento, o sangue flui das veias para as aurículas, dilatando-as de forma gradual. Ao final deste período, as paredes contraem-se e impulsionam todo o seu conteúdo para os ventrículos.
À sístole ventricular segue-se imediatamente a sístole auricular. A contracção ventricular é mais lenta e mais energética. As cavidades ventriculares esvaziam-se quase que por completo em cada sístole, depois, o coração fica em um completo repouso durante um breve espaço de tempo. A frequência cardíaca normal é de 72 batimentos por minuto, em situação de repouso.
Para evitar que o sangue, impulsionado pelos ventrículos durante a sístole, reflua durante a diástole, há válvulas localizadas junto aos orifícios de abertura da artéria aorta e da artéria pulmonar, chamadas válvulas semilunares.
Outras válvulas que impedem o refluxo do sangue são a válvula tricúspide, situada entre a aurícula e o ventrículo direito, e a válvula bicúspide ou mitral, entre a aurícula e o ventrículo esquerdo.


Reflexão:
Tal como os mamíferos e aves, o homem tem um sistema circulatório fechado, e uma vez que o seu sangue percorre dois trajectos diferentes (passa duas vezes pelo coração) e não se verifica a mistura do sangue arterial com venoso, dizemos que ocorre uma circulação dupla e completa. Este é o sistema circulatório mais eficaz no fornecimento de energia às células, que, assim, podem produzir mais energia e libertar mais calor corporal, que mantém temperatura destes seres constante.
É neste órgão humano condição sine qua none à vida, que tudo começa desde que os bebés saem dos ventres das suas mães até ao momento em que fechamos os olhos!!!



Fontes:
http://www.webciencia.com/11_05coracao.htm

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]



<< Página inicial