BioTerra

segunda-feira, 20 de abril de 2009

Ser vivo da semana...Albatroz-de-cauda-curta

Classificação científica:

Reino: Animalia

Classe: Aves

Ordem: Ciconiiformes

Família: Procellariidae





O albatroz-de-cauda-curta (Phoebastria albatrus) é uma ave marinha do Pacífico Norte. Esta ave apresenta alguns comportamentos e características morfológicas que a aproxima dos albatrozes do Oceano Antártico. Apesar de já ter sido uma espécie populosa, quase extinguiu devido ao comércio de penas, no entanto a sua população tem vindo a aumentar, fruto das medidas de conservação implementadas, no entanto o seu território de reprodução mantém a espécie em risco.

Esta ave de grande porte, tem uma envergadura de asa de 3 m, 90 cm de comprimento e 4,3 kg de peso. Pode distinguir-se das outras duas espécies de albatroz que compartilha a mesma distribuição geográfica, o albatroz-de-laysan e o albatroz-patinegro, pelo seu tamanho maior e pelo seu bico cor-de-rosa (com uma extremidade azulada), e também, através da sua plumagem característica, a adulta é principalmente branca, com asas negras e cabeça amarelada, já as dos jovens é acastanhada.
Ao contrário das aves terrestres, os albatrozes bebem água salgada. O excesso de sal no sangue é eliminado por uma glândula que segrega «lágrimas» salgadas a partir de um canal perto dos olhos.



Reflexão:

Com três espécies aparentadas, o albatroz-de-cauda-curta é na minha opinião o mais interessante e apelativo pela sua plumagem e bico. No entanto, por causa das suas penas serem utilizadas como motivos decorativos, esteve quase extinto. Felizmente, na actualidade está a recuperar, apesar disso o seu estatuto ainda é vulnerável.
Os aspectos que mais me impressionaram foi o seu relativamente longo período de vida , os albatrozes podem viver entre 40 a 60 anos e que alguns deles são grandes viajantes, há casos que relatam que estes voaram cerca de 3200 km.
Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Albatroz-de-cauda-curta

Etiquetas:

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]



<< Página inicial