BioTerra

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Os Grandes Ambientes Naturais

A vegetação de regiões distintas e longínquas, abriga diferentes espécies, por vezes, o clima destes locais assemelha-se muito, o que não surpreende, pois os problemas ambientais são os mesmos. Assim, nos climas quentes e secos vivem quase sempre plantas carnudas, no entanto as espécies de cactos dos desertos americanos são diferentes das dos desertos africanos.



Plantas semelhantes determinam por sua vez a presença de animais semelhantes: onde quer que haja erva, há herbívoros que a comem, sejam eles cangurus ou bisontes.

Zonas com o mesmo clima, onde vivem comunidades de organismos organizadas mais ou menos da mesma forma, são designadas biomas pelos ecologistas. A presença de um determinado bioma é determinada pelas características climáticas locais, sobretudo pela pluviosidade e temperatura.

Assim, nos pólos, a presença perene dos gelos não permite aos vegetais sobreviverem, pelo que a vida desenrola-se principalmente nas águas marinhas. Afastando-nos dos pólos, o clima torna-se menos rígido, as precipitações mais abundantes e a estação invernal é cada vez mais curta.

Deste modo, segundo as características do solo, a temperatura, o clima, proximidade aos pólos, entre outras originam ambientes como a tundra, a taiga, florestas temperadas, florestas tropicais….



Reflexão:
Os ambientes naturais albergam variados elementos da fauna e flora mundiais. Por isso, acho importante conhecermos estes ambientes melhor, pois existem várias condições que são idênticas entre estes e outras que os marcam.
Estas regiões a nível mundial são fontes de oxigénio, de biodiversidade e que nos oferecem uma pluralidade de funcionalidades estão muitíssimo vulneráveis.
Como tal periodicamente serão publicados neste espaço diferentes habitats, para assim podermos conhecer melhor os seus seres vivos, as suas especificidades e o seu contributo para fenómenos, como os de precipitação ou seca, entre outros. Temas estes que têm vindo a ser abordados na disciplina de biologia.
Fontes:
GALLAVOTTI Barbara; Enciclopédia Universal; Volume 14 - A Terra; Asa Editores; 2001

Etiquetas:

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]



<< Página inicial